Nossa história


Nosso trabalho não começou da noite para o dia, inicialmente, por meio do Cidade 300 Multimídia, em 1999..

Ana Cristina sempre gostou de música e canto, mas começou a estudar formalmente piano aos 9 anos. Foi difícil iniciar os estudos, pois a irmã havia estudado piano durante 4 anos e estava desistindo. Seus pais diziam: “ela vai estudar e depois vai parar” . Isso não aconteceu. Ana começou a estudar piano em Tupi Paulista, interior de São Paulo e logo depois teve que estudar em uma escola oficializada em Adamantina para terminar os estudos. Viajava cerca de 70 km uma vez por semana, durante 4 anos, para concluir o curso. Após a formação, abriu uma escola de música reconhecida pelo MEC em Tupi Paulista, interior de SP. Continuou fazendo cursos na área musical e estudou pedagogia em Dracena, uma cidade vizinha. Desde cedo queria ser professora. Em 1987 conheceu Marcos Schreiber, que era estudante de engenharia elétrica e tocava piano e teclado.

Em 1992 Marcos e Ana se casaram e vieram morar em Curitiba. Juntos iniciaram a Academia Musical Vivace, Ana formada no curso técnico de piano e Licenciada em Pedagogia prosseguiu os estudos e fez o curso de Licenciatura em Música e pós graduação em Educação Musica pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná

Marcos Schreiber foi contratado pela Editora Luz e Vida para fazer o áudio do filme A Moda Amarela, da turminha do Smilinguido. Nos intervalos desse projeto, eles produziram um musical chamado Vida com Jesus, ainda em fita cassete. Quando o filme Moda Amarela (um grande sucesso) foi finalizado, Marcos e Ana fundaram o Cidade 300 Produções Musicais em 1999. Produzindo trilhas sonoras para vídeos, jingles, spot, comercial para televisão, programas de rádio, musicografia, gravações externas, criação e elaboração de materiais pedagógicos, cursos de música e Cd´s para literatura infantil que vêm encantando crianças de todas as idades em todo o país! O início foi modesto, o Estúdio funcionava em uma das salas da casa do casal. Gradativamente o espaço do estúdio foi sendo ampliando e a casa reduzida. Com a gravidez do primeiro filho (Marcos Eduardo), cresceu a necessidade de um espaço maior para a família e instalações adequadas para o trabalho. Foram iniciadas aulas de musicalização para bebês e posteriormente, com a chegada do segundo filho (Marcelo Augusto), foi construído um ambiente agradável e próprio para o desenvolvimento das atividades pedagógicas musicais com as crianças.

Aliando o talento do produtor, diretor, arranjador e compositor musical Marcos Schreiber à competência e sensibilidade da professora e regente musical Ana Cristina Rissette Schreiber surgiu o CIDADE MUSICAL em 2001. A percepção de ambos, bastante acurada, mostrou novos caminhos na educação musical e na capacitação de professores. Sua credibilidade e originalidade foram reconhecidas na Bienal do Livro onde ganhou diversos prêmios.

Em 2012 inauguramos Deus nos presenteou com um novo espaço com novas instalações para gravações e aulas, um lugar para abençoar vidas. Esse é o sentimento e o coração desse casal que tem a música fluindo por todos os poros.